Publicado em 6 de janeiro de 1868.    

Aborda a formação do universo e da vida no planeta Terra, considerando os ensinamentos espíritas. Está dividido em três partes: A Gênese, Os Milagres e As Predições. É nesta obra que Allan Kardec apresenta a chegada de uma nova era.

Publicado em 1 de agosto de 1865.

Trata da justiça divina do ponto de vista espírita, e demonstra a imortalidade do espírito e as consequências dos atos de uma encarnação para a vida espiritual. Está dividido em duas partes: Doutrina, em que discute as diversas concepções religiosas da justiça de Deus, e Exemplos, com uma série de psicografias que comprovam a doutrina espírita.

Publicado em 15 de janeiro de 1861.  

Esclarece o fenômeno da mediunidade e a prática mediúnica, servindo como roteiro seguro para as atividades de comunicação com os espíritos de acordo com a moral cristã. 

Publicado em 18 de abril de 1857.  

Foi o primeiro livro organizado por Allan Kardec e contém as instruções de espíritos superiores dadas através de médiuns em diversos países. É obra fundadora da doutrina espírita e está dividida em quatro partes: As Causas Primárias, Mundo Espírita ou dos Espíritos, As Leis Morais, e Esperanças e Consolações. Em 1.018 questões, Kardec apresenta os princípios espíritas de forma lógica e racional.

 

 

Espiritismo

Kardec